#Nos40DoSegundoTempo

OTK: Na prática

Over the Knee - DQZ - LuMich

Há tempos eu não aparecia por aqui com uma produção ou um outfit of the day – da minha própria pessoa – para mostrar por aqui no DQZ, mas em um surto de top-model/blogueira de look do dia resolvi tirar uma fotos bacaninhas, e o que farei a seguir, é, ir postando essas fotos ao longo desses dias de acordo com o meu humor.

Hoje escolhi (não por acaso) um look inspirado nas botas Over The Knee, aquelas que me lembram as Paquitas, para provar que ficamos não ficamos parecendo uma delas, aqui vai opção de como usar uma bota acima do joelho.

Já que a bota é a grande “vedete” de toda a produção, o visual é limpo, quase simples, nada de muita informação: uma saia branca levemente rodada, uma blusa preta com detalhe para a gola de strass, além de uma bolsa e um óculos escuro.

over the knee - Luciana Micheletti - LuMich - DQZ Foto: MARCIA GAMMA Foto: MARCIA GAMMA

Sem título

OVER THE KNEE - Luciana Micheletti - LuMich - DQZ

Foto: MARCIA GAMMA

Over the knee - DQZ - LuMich

Bota: Luiza Barcelos, Saia: BoBô, Blusa: Kate Spade, Bolsa: MiuMiu, Óculos: Tom Ford

Fotos: DQZ

Over the Knee

Over the knee - DQZPaquitas, essa é a primeira lembrança que me veio à cabeça, quando eu vi essas botas “Over The Knee” desfilando por aí, eu sei que pra quem nasceu depois dos anos 80/90, muito provavelmente não sabe do que eu estou falando, mas se tratava de lindas meninas (todas loirinhas), que trabalhavam no finado Show da Xuxa, como ajudantes de palco – o sonho de 9 entre 10 meninas da minha época.

Bom, voltando pra tal da bota, ela não é daquelas em que você veste e simplesmente sai andando. Essa, você precisa de um pouco mais de atenção na hora de montar o look, caso contrário a bota pode ser capaz de te engolir.

Eu confesso, como baixinha que sou, demorei pra aceitar que, talvez pudesse ficar bom em mim, mas depois de ver a pequena Miroslava Duma de apenas 1.55m arrasando com suas produções, eu até me arrisquei um pouquinho – mas deixo isso, para o próximo post.

Mas pra esse tipo de bota funcionar, é preciso bom senso, não adianta querer usar, porque chegou o inverno e simplesmente está na moda, tem que experimentar, ir pra frente do espelho e ser sincera “Ficou bom mesmo?!”.

Dê preferência para as botas com salto alto, afinal elas alongam a silhueta. No caso das baixinhas, as melhores opções são roupas mais curtas, como vestidos, saias ou calça skinny. Para as mais encorpadas, um pouco de comprimento nas roupas vai muito bem.

Agora, é bom ter em mente que essa bota faz um estilo muito sexy, por isso, é bom não ousar muito nos decotes pra não ficar vulgar e derrapar no visual do filme “Uma Linda Mulher”, olha lá, eu novamente voltando pra década de 90.

Over the knee - DQZ

over the knee - miranda kerr - dqz

over the knee - dqz

over the knee - dqz

over the knee - dqz

over the knee - dqz

over the knee - dqz

Fotos: Reprodução

5 razões para você assistir “A Culpa é das Estrelas”

1962827_1426926540882689_1172988097_n

5 razões para você assistir “A Culpa é das Estrelas”.

Prepare-se, o filme desperta a mais profunda das suas emoções, até aquelas mais encubadas dentro do seu ser interior.

Não tente fugir do óbvio, você vai chorar e muitoooo, por isso leve o seukit-Estrelas: 

Lencinhos de papel a rodo, pipoca para o começo do filme, água em caso de desidratação instantânea, óculos escuros para sair com o mínimo de decência de dentro do cinema (sem morrer de vergonha) e por último, uma neosaldina pra acabar com a dor de cabeça de tanto choro.

Após essa preparação necessária, vamos ao TOP 5:

10325690_1460014774240532_8262142315254398901_n

1- O filme consegue contar uma história de amor, sem ser piegas. O casal poderia passar despercebido como qualquer outro casal de adolescentes, caso não fosse a doença o ponto de ligação entre os dois.

tumblr_n6p1l6sctE1s8tcxuo1_1280
2- Gus é um típico bobão, que se torna apaixonante pelo seu jeito, que de certa maneira é tão puro e ingênuo.

10440917_1460016087573734_6555697234725564703_n

3- A viagem para Amsterdã é impagável, a visita à casa de Anne Frank une o amor verdadeiro com a obstinação de viver.

10298694_1460017464240263_5231984476762291606_n

4– Hazel escreve a carta de despedida/fúnebre mais tocante que eu já ouvi.

10330349_1460031300905546_1178288768123130749_n
5- O que uma mãe não é capaz de fazer por um filho?! as cenas de Hazel com a mãe são escandalosamente lindas. “Eu sempre serei a sua mãe.”

1005936_1449327051975971_2744049346589200160_n Apesar de sair da sala de cinema, completamente inchada de tanto chorar, essa linda história de amor entre dois adolescentes, vale qualquer enxaqueca!!

Assista ao trailer e corra para o cinema:

Foto: Reprodução e You Tube