You can be anything

Awwnnn, se a gente levasse a sério essa coisa de brincar de boneca, hein?! quem aqui ainda se lembra de quando brincava?!

Eu adorava brincar de casinha. Gostava de tudo no seu mais perfeito lugar, chegava a ser mandona com as amigas, afinal tudo deveria ser do meu jeito.

Também já tive Barbie, pra dizer a verdade era a Susi, a minha preferida – nossa, que fim levou ela?! – fui procurar a resposta, né?! descobri que ela está viva, olha só!

“Lançada em 1966, “a Estrela introduziu nesse período outro conceito de grande sucesso: o de fashion doll, com a Susi – uma boneca que foi querida por diversas gerações de meninas brasileiras até 1985, quando deixou de ser fabricada, voltando a ser lançada em 1997 após serem distribuídas mais de 20 milhões de unidades”.

“Em 1970, a Estrela lançou o namorado da Susi: o Beto. Em seu relançamento em setembro de 2007, a Susi ganhou um corpo mais esguio. Suas pernas ficaram mais finas e delineadas, a cintura também afinou e os seios ficaram mais volumosos”.

Só pra constar, casei com o Beto – não o da Susi – o meu.

Enfim, esse lero-lero infantil é pra chegar no assunto principal deste post, quem ainda não assistiu ao vídeo da Barbie “You can be anything”?! assistam, primeiro porque é muita fofurice junta, segundo porque a marca passa uma mensagem, que vai muito além dos tradicionais rótulos dos padrões de beleza.

Afinal, como mesmo diz o título post, você pode ser qualquer coisa, desde uma professora de universidade, ou uma grande empresária, até uma treinadora de futebol americano “masculino”.

Ou seja, a Barbie cresceu e aprendeu que ela pode se tornar uma mulher independente, cheia de desejos, capaz de ir em busca da sua própria felicidade e com milhões de possibilidades pela frente.

O legal da mensagem do vídeo, foi empoderar as meninas do mundo todo, que elas nunca deixem os outros escolherem o que elas realmente querem ser quando crescerem, e sim que elas continuem seguindo seus sonhos e seus instintos.

No final do vídeo, eu lembrei que adorava brincar de jornalzinho, inventava e escrevia matérias para apresentar aos meus amigos e família.

Hoje de uma certa maneira eu continuo escrevendo e sou grata aquela minha criança “jornalista”, certamente foi brincando com “várias possibilidades”, que eu hoje descobri esta aqui – ser blogueira.

***Será?! que esse negócio de brincar acaba se tornando realidade, é sério mesmo?!

“Nunca deixe que alguém te diga que não pode fazer algo. Nem mesmo eu. Se você tem um sonho, tem que protegê-lo. As pessoas que não podem fazer por si mesmas, dirão que você não consegue. Se quer alguma coisa, vá e lute por ela. Ponto final.”
―À Procura da Felicidade

Foto: Reprodução

Fellipe Krein by Paloma Bernardi

Coletiva de imprensa é sempre aquela loucura, todo mundo quer fazer a sua pergunta e chegar mais perto do entrevistado, não é verdade?! mas nesta (em especial) foi tudo muito tranquilo, muito por conta da forma como a bela Paloma Bernardi, conduziu a “festa”.

Olhem, as fotos falam por si só, estão super descontraídas e, ela fez questão de conversar com todos. Neste exato momento, estávamos no meu Snapchat (@lumich) avisando sobre as novidades para o s meus seguidores.

DIP_3294

DIP_3279

DIP_3148

E, foi conversando com ela, que eu soube do que se tratava o conceito da coleção, sobre as ousadas fotos sexy da campanha e as suas escolhas para cada bolsa, em especial.

Paloma posou nua para as lentes do fotógrafo Fernando Louza, pelo simples motivo “as bolsas eram as estrelas, e elas sim, devem aparecer”. Diante disto, o resto fica pra depois, afinal “menos é mais e o nosso ‘mais’ é a bolsa”.

DIP_3328 DIP_3266 DIP_3262 DIP_3263

DIP_3149

Se vocês gostaram das bolsas, a coleção Fellipe Krein by Paloma Bernardi chega à loja conceito da marca localizada no Shopping Anália Franco, em São Paulo e nas multimarcas espalhadas pelo Brasil, a partir do mês de novembro.

paloma-bernardi4

Fotos: Henrique Dip

De noite na cama eu fico pensando…

Não haveria título melhor para este post, do que esta letra da música de Caetano. Quem assim como eu, também é notívaga(o)?!

Se eu pudesse, mergulharia de cabeça madrugada a fora…toda santa noite. É nela, que minhas melhores ideias surgem, florescem e transbordam da minha cabeça.

giphy

O fascinante inebriante silêncio da casa, me ajuda a ser: (1*) mais criativa, (2*) compenetrada, (3*) sensível, (4*) a lidar com a minha própria solidão e (5*) a sonhar de olhos abertos.

Só quem nasceu desse jeito, amando a noite da maneira mais egoísta possível (só pra MIM), sabe do prazer que é andar pela casa vazia, enquanto todos dormem.

tumblr_static_filename_640_v2

É como se o tempo parasse, as urgências cessassem e a gente entrasse em outro ritmo, um ritmo bem mais lento, quase em uma câmera lenta. Afff estou filosofando, efeito noturno detected!

Mas vamos deixar claro por aqui, que eu não me refiro a essa sensação que a noite traz, tipo aqueles momentos de balada, agitos, festas e afins, e sim, para os momentos da mais pura reflexão e no meu caso, profissionais, certo?! nada, nada de festar, e sim trabalhar.

productivity

Amar a noite, é como se entorpecer de um momento quase mágico. Uma necessidade fisiológica de manter a sanidade mental de um dia inteiro, com a casa cheia. Filosofando again!

Não à toa, os artistas na sua maioria são notívagos, talvez eu não seja exatamente como eles, até porque chega um determinado momento, em que o medo de amanhecer ainda acordada me incomoda, apavora e, eu preciso correr pra minha cama.

ana-awake

Prefiro curtir um pedaço da calada da noite, na minha própria companhia (eu me basto! rsrs), já me dou por satisfeita em gastar algumas horas para ouvir, criar, pensar, analisar, sofrer e chorar em paz. Na paz da noite.

E vocês?! quem curte uma noite sozinha?! viva a noite!!! tumblr_mhfmfpP5qG1s3uxmno1_1280

De noite na cama
Eu fico pensando
Se você me ama
E quando

Se você me ama
Eu fico pensando
De noite na cama
E quando

De dia eu faço graça
Pra não dar bandeira
Não deixo você ver
De dia tudo passa
Como brincadeira
Por longe de você

Por onde você mora
Para e se demora
Por hora não vou ter
Coragem de dizer
Mas há de haver a hora
Se você for embora
Agora

Foto/Gif: Reprodução