Ficando loira com Olaplex

Eu fui ficando loira aos poucos, um pouquinho mais a cada reflexo, a cada ano, mas neste ano (em especial), eu resolvi ficar muito loira. Nunca havia tido problemas com cabelos ressecados, sei que sempre tive sorte neste quesito, afinal “pintar” os cabelos sempre danificam eles, não é mesmo?!

E, foi assim de repente, que eu me vi com meus cabelos mais ressecados, porosos e danificados, eles sempre foram bonzinhos comigo, mas dessa vez eu acho que eles não deram conta do recado, em relação aos clareamentos e descolorações.

Procurei o meu hairstylist J.Alvim, fizemos algumas hidratações, usamos vários tipos de máscaras e tratamentos super eficientes, apesar do cabelo ficar macio, ainda assim, eu fiquei desconfiada e com medo do meu processo de “aloiramento” contínuo.

collage

Estava pensando em desistir de ser mais loira, até que o J.Alvim me falou à respeito do Olaplex, havia ouvido falar deste produto em blogs gringos e, todos eram unanimes quanto a sua eficácia. Então, bora ver se ele funciona mesmo, afinal tudo o que eu mais queria era continuar loira.

Fui pesquisar no próprio site da Olaplex Brasil, pra entender todo o processo, ele diz o seguinte:

Untitled

Olaplex é um produto original e inovador, que vem revolucionando totalmente a forma de tratar os cabelos, durante processos químicos.

É, o recurso que trará segurança, em inúmeros processos químicos e valorização dos serviços, de grande necessidade e demanda nos salões.

Livre de silicones, e outras substâncias sintéticas, Olaplex reconstrói e protege a estrutura do cabelo, antes, durante e após os serviços químicos, tornando-os mais fortes do que eram antes.

Untitled

Olaplex possui apenas um composto orgânico ativo, formado por átomos de Carbono, Hidrogênio, Oxigênio e Nitrogênio, chamado de Bis-Aminopropyl Diglycol Dimaleate, uma substância inteiramente nova, com pelo menos 08 pedidos de patentes pelo mundo.

Foi criada pelo Dr. Eric Pressly, phD em materiais, e o Dr. Craig Hawker, phD em Química com exclusividade para Olaplex, sendo assim, nenhuma outra marca tem acesso a esta incrível criação da química.

Untitled

Olaplex é, sem dúvida, a ferramenta mais rápida e segura que permite ao profissional atingir tons de loiros claros e loiros platinados nunca antes, conseguidos sem causar nenhum dano aos fios.

Olaplex evita a quebra dos fios, durante os serviços químicos e não compromete a integridade do cabelo.

De todos os produtos disponíveis no mercado de cosméticos, Olaplex é o único que realmente pode se posicionar entre os enxofres e uma ligação de dissulfeto.

olaplex-blond-modepilot

Untitled

Olaplex No. 1 Bond Multiplier:

o 1º passo do sistema, é considerado um “aditivo para coloração e descoloração”, pois dentro das proporções adequadas, deve ser misturado ao pó descolorante + oxidante (para descoloração) ou coloração permanente + oxidante (para coloração). Enquanto o processo químico é realizado, o ativo de Olaplex se liga ao enxofre das pontes de dissulfeto quebradas, para garantir a integridade do fio.

Olaplex No. 2 Bond Perfector:

o 2º passo do sistema, onde o composto ativo está presente em uma proporção menor, porém, complementar ao 1º passo. O creme deve ser aplicado no cabelo após o enxágue da química e antes do shampoo. Este passo é um tratamento que também trabalha para reconstruir as pontes de dissulfeto e reparar o cabelo devolvendo a força, estrutura e integridade dos fios.

Olaplex No. 3 Hair Perfector:

o 3º passo do sistema, em uma versão mais diluída de Olaplex Nº 2 Bond Perfector, para que a cliente dê continuidade em casa ao serviço realizado no salão.

OBS: Os resultados de abertura de cor e integridade do fio podem ser conseguidos quando o sistema é utilizado por completo, ou seja, os 03 passos. Os benefícios alcançados com Olaplex são progressivos, quanto mais você usar, mais saudável ficará seu cabelo.

Untitled

IMG_6924

Bom, depois de experimentar o produto semana passada, chegou a hora do veredito. Pra isso, vou responder algumas perguntas: gostei ou não gostei?! valeu a pena ou não? usaria novamente o produto? como ficou o meu cabelo? senti diferença de fazer reflexo com o Olaplex e sem ele?!

R: Gostei muitooooo, muito mesmo.

R: Vale muitoooooo a pena.

R: Com certeza usaria novamente.

R: Meu cabelo ficou ótimo, nada poroso, macio, hidratado e forte, sim forte, nada de cabelos quebradiços.

R: Senti muitaaaa diferença entre um reflexo com e sem Olaplex, como disse acima, parece que o cabelo fica mais resistente, quem é loira sabe muito bem, que no dia do reflexo dá até dó do cabelo, a gente sabe que ele vai ficar fraquinho, sem vida, super ressecado, mas dessa vez, foi o contrário.

E, acrescentando mais uma informação a estas minhas próprias perguntas. Devo dizer que o passo de número 3, aquele que você tráz para casa, faz com que o seu cabelo continue com o processo de resistência, ou seja matendo a cor e a qualidade dos fios. Deve ser usado uma vez por semana (antes de lavar os cabelos), umedeça os fios, passe o produto e espere uns 20 minutos. Depois é só lavar normalmente. Nada complicado, não é embaixador?!

Ah, vocês sabiam, que o J.Alvim é um dos embaixadores do Olaplex no Brasil?! esse sabe tudo de loira. Olha, o resultado do meu reflexo, ficou divo.

IMG_6973

Untitled

Fotos: DQZ/ Reprodução

Já ouviu falar de Aung San Suu Kyi?!

Impressionante, como a nossa noção de mundo, muitas vezes é pequena e tacanha, imaginamos que tudo acabe bem depois da curva. Por isso, muitos dos que lerem este post, provavelmente nunca ouviram se quer falar dela na vida, se bem que, muito recentemente, ela esteve nos telejornais do mundo inteiro.

Quando eu era estudante de Ciências Sociais (lá nos anos 90), sempre ficava atenta a casos como os dela. Foi assistindo a um jornal, que eu me deparei com seu drama, lembro que fiquei profundamente penalizada com sua estória de vida e sua situação naquele momento, sempre admirei pessoas que colocam seus ideais, acima da vida pessoal.

Sabe aquela frase, “Diga-me com quem andas e te direi quem és!”, pois bem, se eu mostrar as personalidades mundiais que andam com ela, vocês não acreditariam, ela ganhou até música em sua homenagem de uma das maiores bandas do planeta, duvidam?! olha aí.

Com, U2

1_1

Agora, a música em sua homenagem…(e, o vídeo oficial foi gravado no Brasil, hein?!)

 Com, Angelina Jolie…

angelina_jolie_wit_3394679b

Com, Hilary Clinton

article-2069016-0F058A0800000578-194_634x503

Com, Barak Obama

article-1353314646216-161b1250000005dc-836287_636x473

Com, Papa Francisco

1_2

Com, Angela Merkel

article-urn-publicid-ap

Discursando na ONU

au-Palais-des-nations-de-l-ONU-a-Geneve

Até, filme sobre a sua vida fizeram….

Aung-San-Suu-Kyi-T-The-Lady

E, por esses e outros motivos, que eu não posso sair de Yangon, sem contar um pouquinho dessa luta e abdicação pessoal de AUNG SAN SUU KYI, mais conhecida como a Senhora:

Essa é uma estória, sobre uma menininha de apenas dois anos de idade, que perdeu seu pai Aung Sang, um herói da independência Birmânia (1915-1947) assassinado, antes mesmo, deste ver seu sonho realizado, porque foi apenas em 1948, que os britânicos deram a tão sonhada independência.

Deste dia em diante, Suu Kyi vê seu destino modificado para sempre. Essa estória verdadeira, se parece mais com um filme, não é mesmo?! não à toa, ela se tornou um.

Aung San Suu Kyi, certamente foi a principal voz a favor dos direitos humanos e da liberdade na Birmânia (Myanmar), um país dominado por um governo militar desde 1962. Considerada por muitos, como a Mandela Asiática.

Nascida em Yangon, ela foi educada na Universidade de Oxford, onde conheceu e casou-se com Michael Aris, especialista em assuntos tibetanos, juntos eles tiveram dois filhos.

Em 1988, em visita pela Birmânia por conta da saúde frágil de sua mãe, ela acabou se envolvendo politicamente com a atual situação do país, quando este suprimiu de forma violenta um levantamento massivo, matando milhares de civis.

Suu Kyi escreveu uma carta aberta ao governo pedindo a formação de um comité independente, para apoiar eleições democráticas. Ao desafiar uma proibição do governo, de formar reuniões políticas com mais de quatro pessoas, Suu Kyi acabou falando para grandes multidões, por toda a Birmânia como Secretária–geral da recente formada Liga Nacional pela Democracia (LND).

Em 1989 foi colocada sob prisão domiciliar. Apesar da sua prisão, a LND ganhou as eleições com 82% das cadeiras parlamentares, mas a ditadura militar se negou a reconhecer os resultados legítimos. Suu Kyi permaneceu na prisão quase de forma contínua a partir de então, rejeitando várias ofertas de liberdade do governo, onde este em troca exigia que ela abandonasse a Birmânia.

Por seu ativismo político, Suu Kyi recebeu diversas condecorações ao longo da vida, como o Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento (1990), a Medalha de Ouro do Congresso dos EUA (2008) e o mais importante de todos eles, o Nobel da Paz de 1991, ao qual só pôde receber em mãos, 21 anos depois, por estar presa à época.

Apenas em 2010, quando os militares deixaram o poder, foi possível existir uma abertura do país. Aung San Suu Kyi foi libertada da prisão domiciliar e, em abril de 2012, foi eleita para uma vaga no Parlamento. Pela primeira vez a ativista poderia exercer um mandato e transformar suas ideias em projetos políticos concretos.

Ela, continua a ser uma expressão viva da determinação do seu povo, de conseguir liberdades políticas e económicas.

frase-a-unica-prisao-real-e-o-medo-e-a-unica-liberdade-real-e-a-liberdade-de-nao-ter-medo-aung-san-suu-kyi-120616

Fotos: Reprodução/ Vídeos: You Tube

Um mar de pagodas – Yangon

Quando você viaja para um país novo, tudo é novidade, não é mesmo?! depois de alguns dias viajando pela Ásia, tive certeza, que esta seria a viagem das Pagodas e dos Budas. Não consigo me lembrar, quantos de cada um deles, eu vi, simplesmente, foram muitos.

Yangon04 Por isso, vou falar sobre as 3 mais importantes Pagodas de Yangon, que são elas: Shwedagon Pagoda, Sule Pagoda e Chauk Htat Pagoda.

Untitled

6928397592_61fcfcf78a_b

A mais suntuosa de todas, sem dúvida alguma. Foi uma das poucas pagodas, que precisei passar por uma revista mais rígida, antes de entrar. Em seguida, fui alertada sobre o código de roupas proibidas, dentro da pagoda-  é levado bem a sério, viu?!. Imediatamente, me pediram para cobrir as minhas pernas de fora (vestia shorts), tive que amarrar um lenço da cintura até os pés, e, é claro andar descalça.

Enfim, vamos aos números, afinal quanto maior e mais cheia de coisas, melhor, né?!

Com 99 metros de altura, a 51 metros do nível do mar, ela pode ser vista há quilômetros de distância. A stupa inferior é revestida com 8,688 barras de ouro sólido, a parte superior com outros 13.153 barras de ouro. O perímetro da base é de 1.420 metros de altura e 326 pés acima da plataforma.

A ponta da stupa é alta demais para, o olho humano conseguir discernir qualquer detalhe, formada por 5448 diamantes, 2317 rubis, safiras e outras pedras preciosas, além dos 1065 sinos de ouro. No topo, um único diamante de 76 quilates. Tá bom, pra vocês?!!

IMG_3352

Reza a lenda…A história sobre a fundação da Shwedagon, tal como consta do Hmannan Mahayazawindawgyi (The Great Glass Palace Chronicle), compilado no início dos anos 1830, por uma Comissão Real composta por monges sábios, brâmanes e estudiosos, diz  o seguinte:

Segundo a história budista, a mais de 2500 anos atrás, PrinceSiddartha havia atingido o estado de Buda, após a realização das “Quatro Nobres Verdade”, que são:

1. A vida significa sofrimento.
2. A origem do sofrimento é o apego .
3. A cessação do sofrimento é atingível.
4. O caminho para a cessação do sofrimento

Tapussa e Bhallika, dois irmãos mercadores de Asitanjana, que viviam no país Mon, realizaram uma tradicional viagem, feita por navios e por mais de 500 carroças.

Assim que chegaram, debaixo da árvore linlun, onde Buda estava sentado – isso aconteceu no 49* dia, após a sua Iluminação – os dois irmãos lhe ofereceram bolos de mel.

Depois que Buda havia comido os bolos, os dois irmãos pediram um presente vindo do próprio. Foi quando, Buda passou a mão sobre sua cabeça e, entregou oito fios de cabelos aos irmãos. O cabelo sagrado eram oito longos “fingerbreadths Majjhimadesa”.

Os dois irmãos, em seguida, retornaram como haviam vindo (por meio de navio e carroças), transportando os cabelos sagrados em uma caixa de rubi. No caminho, eles se encontraram com o Rei do Ajjhatta, que solicitou e recebeu deles, dois dos cabelos sagrados. Enquanto viajavam de navio, eles alcançaram o Cabo Negraisat na extremidade sudoeste de Myanmar, uma Naga Rei (Serpente) chamada Jayasena, obteve mais dois cabelos sagrados e os levou para o país Naga de Bhumintara.

Os dois irmãos, em seguida, colocaram a caixa de ruby contendo os restantes quatro cabelos sagrados em uma pilha de pérolas em forma de pagoda e informaram ao Rei do Ukkalapa, em questão. O rei veio com os quatro braços da guerra – elefantes, cavalos, carruagens e soldados – e, fazendo um voto (promessa), pagando reverência no sentido horário da Pagoda de Pérolas, conseguiu restaurar os cabelos sagrados ao seu número original de oito.

O rei e os dois irmãos, em seguida, trouxeram os cabelos sagrados de volta para Asitanjana. Em Asitanjana, Sakka, rei de Devas, o Rei do Ukkalapa e os dois irmãos decidiram consagrar os oito cabelos sagrados, no monte de Singuttara a leste da Asitanjana, onde também foram consagradas as relíquias dos três Budas anteriores à Gautama.

A consagração teve lugar no dia da Lua Cheia de Tabaung, uma quarta-feira. Sakka, o rei dos Ukkalapa e os dois irmãos fizeram uma câmara relíquia. A câmara relíquia foi preenchida até os joelhos com as jóias de todos os tipos; sobre estes foram colocados um navio de jóias e as relíquias dos quatro Budas.

A laje de pedra coberta de ouro foi colocada sobre a câmara relíquia e sobre ela foi erguida uma pagoda dourada. A pagoda dourada foi envolta em uma pagoda de prata, em seguida, em uma pagoda de ouro e ligas de cobre, em seguida, por uma pagoda de bronze, em seguida, pela pagoda de ferro, em seguida, pela pagoda de mármore, e , finalmente, em uma pagoda de tijolo.

collage

shwedagon_01_big-1

Untitled

p1060713

Sule Pagoda fica localizada no centro de Yangon, exatamente na junção das avenidas Sule Pagoda Road e Mahabandoola Road. É um monumento, onde a maioria dos visitantes estrangeiros passam despercebido.

Eu, mesma não dei muita atenção, mas é a única peça central da capital, além de refletir o cotidiano do povo. Curiosamente, ele é cercado por pequenas lojas que oferecem serviços não-religiosos, tais como astrólogos, quiromantes e, assim por diante.

Reza a lenda… foi construído antes da Pagoda de Shwedagon, durante o tempo do Buda, tendo mais de 2.500 anos de idade. Sem mais.

IMG_3266

Untitled

O highlight desta pagoda é sua estátua de Buda Reclinado de 73 metros de comprimento e 20 metros de altura, certamente uma das maiores e mais significativas do país. A imagem original foi construída em 1905 e depois reformada em 1935.

Reza a lenda…eu não achei nenhuma informação sobre a sua história, que fosse relevante contar aqui. Mas posso afirmar, a estátua é realmente GRANDE, fora isso o lugar não se parece em nada com um templo sagrado – pelo menos, para as minhas concepções ocidentais – tudo é muito colorido, cheio luzes e nada silencioso, que me trouxesse uma sensação de sagrado. Enfim, apenas uma opinião.

IMG_8086

IMG_8093

Os pés indicam os 108 símbolos auspiciosos de Buda

IMG_8095

Fotos: DQZ/Reprodução