SPFW – O que eu gostei?!

Depois de uma semana de moda, precisamos parar um pouco pra analisar com calma o que realmente gostamos e o que realmente vamos usar, são duas coisas distintas. Afinal, temos que levar em consideração ~ principalmente ~ o nosso biotipo, no meu caso faço parte do grupo das baixinhas, o que me leva a tomar certos cuidados com o quesito cumprimentos.

Várias são as promessas de tendências para o nosso verão 2016, mas hoje eu não vou falar delas, vou simplesmente falar do que gostei, apenas meu gosto pessoal. Gostar de uma coleção não necessariamente significa que eu posso usá-la, ou que eu vá me vestir inteirinha de estampas, por exemplo, apenas significa que a moda pode te inspirar não só para o seu guarda-roupa, quanto para tantas outras coisas na vida, não é mesmo?! por isso, vamos as inspirações.

Sem título

Achei lindo o desfile da Paula Raia, mas definitivamente suas roupas não foram feitas para mim. Posso até tentar, mas aqueles vestidos foram criados para mulheres com o mesmo tamanho de Paula, mulheres altas. Por isso, fico com sua cartela de cores, no tom cru, que vai emplacar no verão.

Sem título

Falando de meu Rei, gosto, adoro e amo quase tudo ou tudo que ele faz, seu desfile como sempre me enche de desejos consumistas, dessa vez seu apelo romântico, nos tons claros ou pastel, além de um toque sensual de vermelho, em roupas masculinas feitas para mulheres femininas, me lembraram um pouco os desfiles da MIU MIU, por isso apaixonei de vez. Esse look é simplesmente a minha cara, foi feito para mim.

Sem título

Outra grata surpresa fashionista, foi o début da marca Gig Costure nas passarelas paulistas. Adorei a mistura de inspirações, que foram do Art Noveau, até o arquiteto escocês Charles MacKintosh, mas seu ponto forte e muito provavelmente meu ponto fraco foram os tricôs, eles me enlouquecem. Eu adoro esse mix de estampas, acho tudo de bom para o verão.

Sem título

Pulando para a moda praia de Adriana Degreas, tudo é muito luxuoso. Um simples maiô em suas mãos vira uma verdadeira roupa de festa, enfim acho lindo, sexy, mas somente para festar em alto estilo, tipo no “verão europeu”, porque nem pensar de ficar queimadinha do sol, com milhões de marcas pelo corpo.

Sem título

Pra fechar, por ora, este meu top five de amor profundo, entre tudo o que eu mais gostei nesta semana de moda, não poderia nunca deixar passar despercebido o desfile da estilista Têca por Helô Rocha, a ex-morena, agora blonde total fez um desfile de arrasar, com referências pelas crenças do candomblé e por todos os Orixás da Bahia, ah! também teve um pouco de axé.

Além, das rendas impactantes, ainda tiveram crochê manual, bordados, franjas de pedrarias pra mostrar “tudo que a baiana tem de melhor”. Acho chic, acho belo e posso me imaginar neste vestido vermellho, claro fazendo a barra.

Sem título collage collage collage collage collage

Fotos: Reprodução

SPFW — quinto dia

DIA 17/06

11:00 -Alexandre Herchcovitch (masc)

12:30 – Neon

15:30 – Ellus

17:00 – V.Rom

19:00 – FH por Fause Haten

20:15 – Adriana Degreas

21:30 – Lino Villaventura

Herchcovitch: inspiração no camping, na caça e na pesca

Neon: com desfile no MuBe, inspiração em Bauhus tropical com um toque sessentinha

Ellus: coleção inspirada nos festivais de música

VRom: o filme Cult Fome de Viver(1983), com Catherine Deneuve, foi a inspiração

FH: coleção inspirada em seu próprio texto, sobre uma mulher chamada Clarisse

Adriana Degreas: inspirações no colorido da cultura indígena e na elegância das divas dos anos 70

Sonia Braga, a DIVA em pessoa!

Lino Villaventura: formas delicadas em cores suaves pontuaram o desfile de verão

Fotos: Reprodução