Mean Girls, quando e como elas são más…

Não resisti, preciso falar sobre elas, afinal de contas elas estão por todas as partes, na sua escola, no seu trabalho ou no seu grupo de amigos, são elas as – MEAN GIRLS.

Traduzindo ao pé da letra – GAROTAS MALVADAS – que significa, aquele de tipo de garota bem má, capaz de dissimular, enredar, até te dar o golpe fatal e certeiro na sua testa.

Pra quem nunca assistiu ao clássico filme americano de 2004 (porém sempre atual, principalmente em tempos de bullying), vá assistir, pelas mais simples razões:

* Você é menina, mesmo que tenha crescido.

* Você teve ou tem amigas BITCHES

Eu desenvolvi algumas teorias e classificações, que mostro na íntegra pra vocês ficarem alertas quando se depararem com as mais variadas espécies de mean girls.

tumblr_mbcmwkezai1r1x67e_large

A FALSA BOAZINHA: você jura que ela é meiga, fofa e amiga, mas não se engane ela é de alta periculosidade, numa escala de 0 a 10, sua pontuação chega no grau máximo 10.

Ela finge gostar de você, até porque sua tática é NUNCA demonstrar nenhum sinal de maldade, caso contrário sua mascara caíra. Na verdade ela odeia qualquer pessoa que possa ameaçar seu trono, inveja pura.

 Ela anda pelos bastidores criando intrigas e se faz de ofendida no momento certo, até finalmente conseguir dar o golpe e te levar pro isolamento social.

A IDIOTA MANIPULADA: Toda Abelha Rainha tem uma idiota à tiracolo, que é aquela menina que nunca se posiciona, não tem opinião, mas está sempre do lado da situação.

Sua periculosidade assim como a sua importância não é alta, na pontuação ela chega no pico máximo de 5 pontos.

A MALIGNA OPERÁRIA: Toda tarefa que a idiota não tem coragem de realizar, a maligna realiza pela Abelha Rainha.

Fiel e manipulada – afinal de contas seu forte não é o cérebro e sim a força bruta – ela realiza o chamado trabalho sujo, tudo que precisa ser dito para destruir o oponente é feito por ela.

Ela acata às ordens sem pestanejar e de prêmio recebe o direito de permanecer calada. Periculosidade alta, grau 8.

A TRAIDORA SEM ESTIMA: essa é aquela que vai fazer você chorar de verdade, afinal na sua ingenuidade você acreditou que eram amigas.

Ela até tentou não se entregar ao exército da Abelha Rainha, mas sua fraqueza de espírito a fez sucumbir.

Seus problemas psicológicos de falta de alto-estima falaram mais alto, sua periculosidade é baixa, mas seu poder de destruição é alto se comparado ao da falsa boazinha – 10.

 E por fim, as sem importância alguma, são aquelas famosas meninas do coro, que podemos classifica-lás como:

A CAFONA: brega por natureza, não tem estilo e muito menos capacidade de liderança, se entrega aos mandos e desmandos das means girls mesmo não concordando.

A SEM-GRAÇA: se você se esquecer dela não se sinta culpada, muito mais focada nos estudos essa espécie é apenas um projeto mal acabado de mean girl.

A RATAZANA: assim como aquele bicho asqueroso, a ratazana anda as espreitas, incapaz de um verdadeiro embate, ela não serve nem pro trabalho sujo, apenas para provocações as escondidas.

Mean Girls – Trailer

Fotos: Reprodução

BULLYING RELACIONAL

Minha filha sempre diz que prefere os meus textos autorais, aqueles que eu escrevo falando sobre mim ou contando alguma história pessoal, do que aqueles em que eu falo sobre moda.

Pois bem, hoje eu dedico esse post à minha filha Cora.

” Quando eu era criança e adolescente eu passei por algumas situações que me deixaram muito entristecida na vida. Uma delas se passou quando eu tinha por volta de 10 anos e estudava em um colégio que não me entendia, que não entendia a minha timidez e as minhas dificudades de aprendizado

Certa vez eu pedi ajuda para a professora de matemática, que ao invés de me ajudar, me deu bronca na frente da classe.

Eu passava o tempo do recreio dentro da capela da escola, porque me sentia oprimida pelos professores e pelos alunos. Eu não tinha amigos. Eu nunca contei isso pra minha mãe, até ela descobrir sozinha e me tirar da escola”.

Mas, ainda bem que hoje isso tem um nome, se chama BULLYING e deve ser tratado com seriedade, afinal quem sofre se sente culpado, no meu caso eu me sentia culpada por não entender a matéria e não conseguir ser aceita pelas meninas.

As meninas, diferente dos meninos que partem para agressão física, partem para o chamado terror psicológico, aquele que sem motivo aparente passam a ignorar, isolar e abandonar aquela menina que de alguma forma se transformou no alvo.

A especialista em bullying feminino Rachel Simmons, tem uma frase que sintetiza toda e qualquer explicação sobre o fato

– “O BULLYING RELACIONAL USA COMO ARMA OS RELACIONAMENTOS, EM VEZ DE PUNHOS E FACAS. NÃO HÁ GESTO MAIS DEVASTADOR DO QUE UM DAR AS COSTAS.”

E é por isso, que eu digo, melhor ser lembrada com carinho pelos amigos do passado, do que ser lembrada como uma opressora responsável por momentos de pura tristeza.

Como diz a psiquiatra, Ana Beatriz Barbosa Silva

” TRATE BEM OS NERDS, OS DIFERENTES, OS EXCÊNTRICOS, OS EXÓTICOS. ALÉM DISSO, O EXERCíCIO DA GENTILEZA E DA TOLERÂNCIA É TRANSFORMADOR NA VIDA DE QUALQUER UM”.

A tolerância entre as pessoas é o maior ensinamento que o bullying pode trazer, por isso para aqueles que um dia passaram e para os que passam por problema semelhante, esse pequeno post TAMBÉM é dedicado a todos VOCÊS!!

SEJAM FELIZES!!

Love, LuMich

Foto: Reprodução