Ela voltou — A calça Flare

Com toda essa onda setentinha, ela voltou com tudo — a calça Flare, aquela com a famosa boca de sino. Eu, particularmente, gosto muito do visual e nunca deixei de usar (apesar de preferir as skinnies!).

O bom da modelagem da calça Flare é que ela pode ser usada por mulheres baixas e altas e combina bem com todos os tipos de corpo.

Baixinhas: Com a barra da calça esbarrando no chão e deixando (quando muito) só a pontinha do sapato ALTO aparecendo, assim o visual fica mais longilíneo.

Quadril largo: a parte mais larga da calça muda o foco de atenção da parte mais volumosa.

Cintura alta e intermediária: a primeira favorece as baixinhas, já a segunda fica melhor para quem tem quadris largos.

Altas: essas podem usar de qualquer jeito, com ou sem salto, boca da calça mais larga ou menos larga — It’s up to you!!

Agora na parte superior, o ideal é usar blusinhas mais larguinhas para equilibrar o visual, camisas por dentro da calça com cintos, blazer, etc…

LuMich passeando com Marie Chanel  vestindo calça Flare Seven e blusa Missinclof

Fotos: Reprodução

Barriga de fora?!

É verdade, a barriga de fora está na moda — e  eu já aviso aos navegantes que, da minha parte, nenhum milímetro de carne nesta região será exposta, never.

Para aderir aos modelos com barriga de fora é bom ser muito criteriosa para não esbarrar na cafonisse e no exagero.

Em primeiro lugar esta moda não é democrática e só pode ser usada por quem tem a barriga lisinha e saradinha (caso contrário, fica um horror). Segundo: é para aparecer só um pouquinho dela — de preferência deixar o umbigo tapado. E em terceiro: não seja over, nada de roupas exageradamente justas, a barriguinha de fora já é sexy por natureza.

E para não errar feio, a melhor combinação a ser feita para este look é calça ou saia de cintura alta e blusa cropped.

Diante dos fatos, vamos a nossa sessão ilustrativa de fotos:

E só para lembrar nossa querida pequena notável, Carmen Miranda já fazia moda há muito tempo…

Fotos: Reprodução