Cataratas del Iguazu {Lado argentino}

Definitivamente, é indispensável visitar o lado argentino das Cataratas. O melhor para quem está hospedado do lado brasileiro, é “alugar” um motorista para levar para o outro lado. Foi exatamente isso o que fizemos.

Acordamos bem cedinho e saímos rumo a Argentina, o trajeto leva umas duas horas, mas vale cada minuto. O bom de ir com um motorista credenciado é poder passar pela imigração argentina mais rápido, afinal existe uma fila para esses profissionais, o que agiliza bastante a passagem ~ mas claro, existem outras opções de transporte, como ônibus, carro particular, taxi, etc.

Chegamos no Parque e fomos direto pegar o trenzinho ~ esse trem demora para chegar, formando uma fila bem grande, os intervalos são de 30 minutos, por isso o melhor é ir direto para a Garganta do Diabo ~ foi o que fizemos. Ah, existe um trilha para quem não tem paciência de ficar esperando a sua vez de entrar no trem, porém ela é bem longa, e, eu não arriscaria, a não ser que você adore uma caminhada.

Mas não se empolgue, o fato de pegar o trem não te deixa na boca do gol, ainda é preciso andar bastante por passarelas, até finalmente chegar no seu destino. E que destino. O lado argentino te proporciona uma experiência ainda mais selvagem, afinal a proximidade com as quedas são impressionantes e aterrorizantes ao mesmo tempo.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

A minha sensação quando cheguei próxima da Garganta do Diabo foi de puro êxtase, nunca vi uma queda d’água tão poderosa em toda a minha vida, eu simplesmente fiquei maravilhada. É tudo tão grande, tão forte, tão escandalosamente lindo, que fica difícil saber se a gente admira o local, mesmo tomando aqueles espirros de água das quedas na cara, ou se paramos para tirar fotos. Na dúvida faça os dois.

Depois de conhecer o ponto alto do parque, se prepare para andar ainda mais. Existe outros dois circuitos para conhecer: superior e inferior. Um passa por dentro da mata e outro por passarelas, não deixe de caminhar pelos dois, a vista por outros ângulos das cataratas é tão bela quanto a principal, durante a caminhada você vai se deparar com cachoeiras menores, precipícios, fora a sensação de estar muito próximo da natureza.

Pelo parque existem algumas lanchonetes e restaurantes para turista, eu recomendo fazer um pit stop para devorar uma empanada de queijo e deixar o almoço para um restaurante argentino de carnes no caminho de volta. Pelo menos foi isso o que fizemos.

Agora, vá preparado psicologicamente para caminhar muito se você quiser conhecer tudo, porque o passeio é cansativo, mas deslumbrante, com toda certeza. Eu não deixaria de conhecer todos os cantinho do parque, afinal a cada pedaço é uma surpresa da natureza. Deixe para descansar no hotel.

SAM_2895

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Fotos: DQZ/Reprodução

Meu primeiro vlog

1 be

Toda blogueira que se preza, tem que arriscar, por isso, meu desafio nessa viagem para Foz do Iguaçu foi criar o meu primeiro VLOGVlog pra quem não sabe é um espaço ultra democrático, onde você pode expor as suas opiniões, falar sobre o seu dia a dia, narrar a sua viagem, divulgar as suas habilidades, os seus serviços, a sua marca ou o seu talento para o mundo todo apreciar. É uma versão mais íntima e pessoal do blog, pois você se mostra totalmente a vontade para os outros ~ ou seja, um grande mico na maioria das vezes.

E, como eu não queria pagar esse mico sozinha, convidei (a força) o meu marido, afinal marido de blogueira não tem muita opção, eles são sempre obrigados a tirar fotos, filmar e agora, no caso do Betinho, protagonizar o meu vlog, que atende pelo sugestivo nome de “LuMich & Betinho em Iguaçu”.

Claro, para uma estréia, ainda precisamos melhorar muito, como por exemplo na qualidade da imagem, esqueci um pequeno detalhe, de filmar em HD, ou seja em alguns momentos o vídeo não está 100%, mas com certeza todos esses problemas técnicos são superados pelo nosso brilhante desempenho diante das telas, ah! isso eu posso garantir. Rsrs.

c4be592c1c233705273eba36aff70790

Por isso, peguem suas pipocas de microondas e divirtam-se com as aventuras desse casal muito especial. Aperta o PLAY!!! 🙂

3 be

Fotos: DQZ / Edição de vídeo: Denny Nakka

Cataratas do Iguaçu {lado brasileiro}

maxresdefault

Conhecer o Brasil é um desafio enorme para qualquer viajante, são tantos lugares incríveis, que escolher um só destino é como o filme ” A Escolha de Sofia”, onde a Meryl Streep tem que se decidir entre ficar com o filho, ou com a filha. Tá bom, eu sei que foi uma comparação um tanto quanto exagerada, mas afinal uma vez DramaQueen sempre DramaQueen, né?!

Sophie3

Voltando a dificuldade de escolher um destino, tem sempre alguns lugares que fazem parte do nosso top 10 e por um certo motivo, ela, Foz do Iguaçu estava no topo. Há muitos anos atrás, quando eu ainda morava em Nova Iorque, uma professora minha da FIT descobriu que eu era brasileira, começou a puxar papo e com muito orgulho enumerou todas as cidades em que esteve pelo Brasil. Claro, que no final de cada cidade ela olhava bem nos meus olhos e repetia “Você conhece?!”. Oh My God!!

Oh-my-god_902

A primeira cidade sim, as outras 10 não. Uma vergonha nacional. Enfim, eu nunca me esqueci dela e sempre que eu pensava em viajar, eu lembrava de todos os lugares que ela já havia passado. Foz do Iguaçu era um deles. É por isso, a vontade de conhecer esta cidade, que figurava entre os primeiros lugares da minha lista, além obvio, da vontade de conhecer as Cataratas.

Tudo pronto, feriado emendado, 1 hora e 30 minutos de voo, Eu e Betinho chegamos no nosso destino. Levamos apenas 20 minutos pra chegar até o hotel, que fica dentro do Parque Nacional do Iguaçu. O Hotel da Cataratas é um autêntico exemplar da arquitetura colonial, fica literalmente de frente para as Cataratas, ou seja um privilégio se hospedar ali. Pena termos chegado quase de noite.

ogua_1366x650_exterior_airview03

Distâncias do hotel:
Garganta do Diabo: 15 minutos de caminhada
Parque das Aves: 10 minutos de carro
Foz do Iguaçu: 30 minutos de carro
Marco das Três Fronteiras: 35 minutos de carro

Assim que amanheceu, eu vesti meu tênis e fui correndo conhecer o que eu tanto queria…As Cataratas e A Garganta do Diabo. Juro, é difícil descrever a beleza do lugar, por mais que eu tente me expressar, ainda assim será pouco. Por isso, chega de palavras e vamos as fotos, quem sabe vocês conseguem captar um pouquinho do que são “As Cataratas do Iguaçu”, declaradas Patrimônio Nacional da Humanidade pela UNESCO.

SAM_2826

Sem título

SAMSUNG CAMERA PICTURES SAM_2855 SAM_2857 cataratas do Iguaçu lumich nas cataratas do Iguaçu SAM_2853 SAM_2846 lumich e betinho em iguaçu

 Esse foi o primeiro passeio do feriado, já fiquei apaixonada pelo lugar, pela natureza, pela força da água, mas principalmente de ter escolhido Foz do Iguaçu como destino, foi sem dúvida uma ESCOLHA acertada.

* Ah!! eu gravei um vlog, assim que editar mostro por aqui!!!

Fotos: Reprodução e DQZ