Mais uma vez em Nova York

john-f-kennedy-jfk-airport-airports-in-new(p-location,1039)(c-0)

Já perdi a conta de quantas vezes desembarquei no aeroporto internacional John F. Kennedy em Nova York, não me canso de voltar pra essa cidade, tem um imã gigante que me atrai, tenho certeza absoluta disso. Me sinto uma verdadeira local, tanto que não reservo nenhum motorista, simplesmente arrasto minha mala e vou direto para o ponto de taxi, o preço sempre sai mais em conta (por volta de U$60 dólares, menos da metade) e o trajeto é sempre o mesmo.

nova iorque

1958463_10205426910249319_3778788826416218985_n

Faço o meu ckeck-in no hotel, tomo um banho e já vou bater pé por aí. Dessa vez, meu primeiro compromisso foi com a Apple, sim, eu havia quebrado a tela do meu IPhone e fiquei escandalizada quando procurei saber quanto precisava pagar para trocar no Brasil, conclusão; descobri que nos USA você só precisa agendar um horário pelo site, que a troca é feita em poucas horas por U$109,00 dólares…não tem nem o que comentar, né?!

Meu agendamento foi em Meatpacking ~ eu escolhi esse canto da cidade de propósito ~ acho uma delícia passear por lá, aproveitei as duas horas que levaram o conserto do meu celular e fui primeiro fazer uma caminhada pelo High Line, que é uma antiga linha férrea, liga Chelsea ao Meatpacking District. Em seguida dei uma passadinha na loja da musa Diane Von Furstenberg só pra não perder o hábito, aproveitei fiz um pit stop para o almoço no restaurante Serafina, uma massa quentinha no frio que fazia naquele dia, veio a calhar AND esquentar.

High Line - New York

collage

0_4200_0_2799_one_nyc-the-high-line-jr026 IMG_7163

IMG_7159

IMG_7167

Luciana Micheletti - Nova York

collage Sem título IMG_7171 IMG_7172 Além de todas as lojinhas bacanérrimas que tem no local, eu não tinha como escapar da Sephora, gastei umas boas horas e dólares por lá, também. Porém, de todas as maquiagens que eu comprei, dessa vez o que mais eu gostei, foi do meu novo perfume, há tempos eu andava em busca de um novo cheiro, nos últimos tempos revezava entre Prada/ Balenciaga e Marc Jacobs, cheiros que nada tinham em comum, mas enfim, eram os que eu mais gostava.

Um simpático vendedor teve a enorme paciência de me ajudar e explicar perfume a perfume, o que cada um tinha de especial sobre suas fragrâncias, suas flores, e tudo mais que faz de um perfume ser um sucesso de venda ou não.

Lá pelo vigésimo pedacinho cheirando aqueles papelzinho de amostra feitos para experimentar os perfumes, finalmente eu cheguei no meu escolhido ~ Mandarino di Amalfi ~ do Tom Ford, simplesmente cheirosíssimo, pode ser considerado um cítrico fresco com fragrância de ervas estragão, hortelã, flor de laranjeira,groselha preta, limão entre outros. O preço é o único inconveniente, não foi barato um vidrinho de nada de 50ml, me custou U$130,00 dólares, mas foi amor a primeira cheirada (nossa, isso ficou estranho!).

T1-MANDARINO_OC_50ML_A

*Voltei para o meu hotel com as compras e meu novo perfume, precisei descansar um pouquinho, afinal o segundo turno iria começar em breve…a noite tem mais.

Fotos: DQZ/ Reprodução

Meatpacking — NY

Desde que morei em Nova Iorque, um dos meus lugares preferidos é o charmoso Meatpacking District e, sempre que estou por lá, não deixo de fazer meu roteiro gastronômico, de shopping e de xereta (aquela que vê tudo e também, quer tudo).

Para quem não sabe, este nome foi dado pelo simples fato de antigamente o lugar ser um amontoado de açougues, ou seja distrito das carnes, e  com o passar dos anos o lugar foi se deteriorando — até que, por volta do ano de 1990, a grande transformação começou.

E  quando chego a esse bairro charmoso, começo pelo Pastis, de preferência aos domingos para o brunch. Meu prato favorito (e que já me dá agua na boca) é o eggs benedict!!

Ps: É bom chegar cedo, porque o lugar fica completamente lotado.

Depois de uma bela refeição, o bom é fazer a digestão e, é por isso que vou caminhar na mais nova atração do lugar: o  High Line  — construído em 1930 para servir de passarela para os trens, também sofreu com a degradação do local até finalmente em 2006 começar a ser transformado num parque, até que a última etapa foi entregue em junho de 2011.

É uma delícia passear por cima da linha do trem, o paisagismo e a vista dão um contraponto com toda a agitação da cidade.

Antes

Depois

O High Line fica na 34th street entre a 10th & 11th Avenue

Depois de comer bem, caminhar, chegou a tão esperada hora do dia  — as compras!! E como fiel seguidora da marca, minha primeira parada obrigatória é na loja de Diane von Furstenberg, sempre saio de lá com alguma sacolinha…

A inventora do wrap dress (ou vestido envelope) em 1973 tem uma loja muito descolada na área — e entre peças de jersey, sua nova coleção  Fall 2011 está um arraso.

DVF — 874 Washington Street

Pelas redondezas ainda podemos encontrar as lojas: Alexander McQueen, Theory, Ed Hardy, Puma, Moschino, Carlos Miele, Stella McCartney, Yohji Yamamoto, La Perla, Catherine Malendrino, Christian Louboutin, etc…

E para quem gostou demais do lugar e quer ficar o tempo todo por lá,  o Gansevort Hotel é uma boa opção. Já eu prefiro tomar uns cocktails no último andar, no Plunge  — à noite, é claro, afinal a vista é deslumbrante.

Ah! Como não poderia ser de outra maneira, o meu drink favorito é o famoso Cosmopolitan, igualzinho as minhas amigas do Sex and the City.

18 9th Avenue

Acho que depois deste post vou fazer as malas e embarcar para mais uma temporada Nova Iorquina muito em breve…

Fotos: Reprodução