AíPod – Dica de Teatro

IMG_3481

Esse final de semana, eu fui assistir ao VÍDEO/MUSIC/COMÉDIA da atriz Simone Gutierrez e do ator Edu Berton.

IMG_3516

A peça que recebe o nome de AíPod, é uma mistura bem humorada de um pouquinho de tudo, a história fala sobre dois locutores de uma rádio muito diferente.

foto-1

A música da rádio é feita ao vivo e a cores – ouvir a Simone cantar Pink é impagável, com certeza esse foi o ponto alto da peça/show – aliás, pra quem não sabe muito sobre essa atriz tão completa, é só assistir a entrevista que eu fiz AQUIcom a própria.

IMG_3515

Se você quer se divertir e ainda ouvir uma boa música, AíPod é o que você está procurando. #ficaadica

Ps: a Simone Gutierrez vai fazer parte da próxima novela das 7 hrsJóia Rara!!

Aípod –  até 29 de setembro de 2013

Sextas (21h30), Sábados (21h30) e Domingos (18h30)

Teatro MUBE – Rua Alemanha, 221- Jd Europa. São Paulo/SP

Ingresso: R$ 50,00 (inteira)

* Nos dias 13,14 e 15 de setembro, não terão apresentações do espetáculo.

Foto: DQZ e Adriano Paixão

Da montagem ao desfile Fashion Day In 5

Esses últimos dias foram super intensos, pela primeira vez eu participei do FASHION DAY IN 5 – Verão 2014, não na função de blogueira de moda, mas sim, como parte da equipe de produção do evento.

collage

Recebi o convite das idealizadoras Fran Monfrinatti e Carol Macea, que já estão na quinta edição do evento. As meninas são porretas, trouxeram para as passarelas: Noir – Lelis, Lolita, Marc by Marc Jacobs e o estilista de moda praia afastado dos defiles desde 2009, Amir Slama.

fashion-day-inn-0109-54_652x408

 Mas, esse post não é pra falar de desfiles e sim da minha experiência profissional de um ponto de vista completamente novo.

Tudo começou no dia anterior, eu cheguei pontualmente às 10 horas da manhã no MuBeMuseu  Brasileiro da Escultura para as primeiras coordenadas entre a nossa equipe, que foi composta por uma boa parte de estudantes universitários.

A primeira impressão é a seguinte “Nossa será possível em apenas um dia deixar tudo pronto e preparado para 4 desfiles de moda?!”.

Uma a uma, as entregas começam a chegar. A parte de decoração começa a tomar forma bem devagarinho, assim como a sala de desfiles, mas não se enganem, porque ainda tinha muito trabalho por vir.

O tema escolhido para essa edição foi a BAHIA e todo o seu clima descontraído de ser. Um enorme painel foi pintado trazendo todas as características do Quadrado de Trancoso.

collage

IMG_1325

collage

IMG_1359

IMG_1369

IMG_1383

IMG_1379

 Para o primeiro dia, muito hard work (trabalho duro) e correria pra deixar tudo perfeito.

E assim, como em um passe de mágica, no dia seguinte, tudo estava pronto e no seu respectivo lugar

Olha só como ficou a decoração, lindíssima, né?!

Foto: MARCIA GAMMA

Foto: MARCIA GAMMA

Foto: MARCIA GAMMA

Foto: MARCIA GAMMA

Foto: MARCIA GAMMA

Agora, a segunda parte do trabalho foi completamente diferente, minha função era a de coordenar tudo o que acontecia pelo evento, saber se tudo funcionava de acordo com o previsto ou não, caso contrário eu tinha que dar um jeito, afinal imprevistos sempre acontecem.

Mas, no final das contas o lugar que mais precisou de mim foi a sala de desfiles. E, eu só tenho uma palavra para descrever o que foi aquilo – LOUCURA.

Primeiro, você precisa fazer a entrada da FILA A, todas as pessoas se consideram aptas a fazer uso dessa fila, mas na verdade não são todos que podem e, é aí que começa toda a loucura.

É celebridade que fala que vai chegar e não chega, enquanto isso temos que deixar o lugar reservado, do outro lado tem todo tipo de imprensa forçando a barra pra ter seu lugarzinho na frente.

De repente a mulher do estilista sai gritando na sua cara, porque o lugar dela estava ocupado (detalhe – não estava), gente importante que chega faltando apenas 2 minutos pro desfile  e você tem que fazer brotar um lugar na fila A, enfim, além de uma ótima crônica, com o sugestivo título “Todo mundo quer ser Fila A”o uso da diplomacia e da paciência se fazem necessárias.

Durante todo o tempo eu usei aquele rádio de comunicação, que simplesmente dá vontade  de jogar na parede muitas vezes, enquanto uma pessoa está falando em frente a você, uma outra voz do além começa a fazer perguntas na sua orelha. É necessário muita concentração nesse momento pra não parecer louca.

* Ah, eu não posso deixar de falar sobre os brindes (ou jabás), a galera, literalmente, se mata por eles, algumas pessoas reclamam que passaram a mão e exigem serem ressarcidas do “furto”.

Já outras, são super carinhosas agradecem, são gentis, não se incomodam de sentar na FILA B, e até cedem seus lugares.

Enfim, o trabalho foi intenso nesses dois dias, mas valeu cada segundo, pela experiência, pelos bons contatos, pelos desfiles e pela novidade em si, eu até descobri que levo jeito pra produtora de eventos de moda. Alguém quer me contratar?! 🙂

DSC01510

Fotos: DQZ e Marcia Gamma

REGINA GUERREIRO NO PENSE MODA

Camila Yahn, idealizadora do evento, abrindo os trabalhos do PENSE MODA 2012

O Pense Moda, para quem não sabe é um evento que discuti e inspira todos aqueles que trabalham com moda ou apenas são apaixonados pelo tema.

O primeiro dos 3 dias do Pense Moda, foi marcado pela presença da ilusttre jornalista e ex- editora de moda REGINA GUERREIRO.

A sabatina foi mediada por um de seus ex-pupilos, o stylist e também editor de moda Paulo Martinez.

O clima era dos melhores, a sabatina se transformou em uma narração dos melhores momentos profissionais de Regina, ou como ela mesma disse – ” Eu tive altos, altíssimos e baixos, baixíssimos na minha carreira”.

Durante a conversa o meu moleskine não parava de ser anotado com as pérolas da entrevistada, que entre outras coisas, afirmou a diferença do ontem e do hoje na moda.

Revelou a dificulade que foi trabalhar nessa área, e citou como exemplo, as muitas vezes que se dirigiu ao aeroporto Santos-Dumont no Rio de Janeiro, para escolher uma pessoa com cara de boazinha e pedir o grande favor de levar a matéria para ser entregue no mesmo dia em São Paulo.

Já, Paulo Martinez lembra com graça o pedido feito para a sua chefa, ele queria uma dispensa para aproveitar o carnaval que se aproximava, Regina apenas disse – ” Nós da Vogue estamos acima dessas manifestações populares” e, é claro deu de costas.

Ela ainda afirma, que sempre preferiu trabalhar com homens, afinal eles não ficam menstruados e encaram o trabalho como centro de suas vidas. Trabalhar com Regina, exigia dedicação 24 horas, 365 dias por ano.

Sua maneira de se vestir rendeu várias histórias, inspirada totalmente pelo japonismo, suas roupas excêntricas, negras e seu corte de cabelo muito moderno, rendeu a seguinte pergunta de um taxista – ” A senhora pertence a qual ordem religiosa?!”.

Ela ainda afirma, que o jornalismo de moda anda adormecido e que se cansou das boazinhas crônicas que gostam de tudo.

E para fechar com chave de ouro, ela dispara – ” Meu sangue é rosa choque, o da Constanza é que é azul”. risos.

Sai do MUBE totalmente inspirada por essa mulher forte, genial e cheia de atitude, mesmo sendo uma senhora finita, como ela mesma disse.

Love, LuMich

Fotos: DQZ e Luciana Prezia