#Nos40DoSegundoTempo

Meninas VS Kimono

 

A tarefa parece simples, mas não é ~ o nosso vídeo do OMG, pode provar o grau de complexidade para vestir (um nem tão) simples Kimono ~ a verdade é, quando eu estive no Japão pra conhecer uma loja tradicional, precisei da ajuda de uma simpática mocinha  AQUI que demorou alguns minutos num verdadeiro ballet de puxa pra cá, puxa pra lá, até finalmente conseguir montar o kimono em mim.

As japonesas nasceram pra vestir esse tipo de roupa, na sua grande maioria elas não tem seios grandes e muito menos bunda avantajada, já nós as brasileiras temos um ou outro, ou os dois grandes, ou seja, vou dar um exemplo do tamanho da dificuldade de saber onde colocar o Obi ~ faixa usada amarrada à cintura para manter o kimono fechado ~ é simplesmente um desafio, as mulheres não sabiam se colocam em baixo ou em cima dos peitos, imagina uma japonesa toda educadinha, sem graça tentando acomodar a tal da faixa?!

kimono - Japão - Luciana Micheletti

Enfim, foi um dia muito divertido, com nosso grupo todo de brasileiros vestido a caráter e tirando um milhão de fotos, de todos os tipos e ângulos. Aliás, não deixe de fazer este programa se for ao Japão, afinal quando é que você vai ter a oportunidade de se “fantasiar” de japonesa legítima na sua vida, se não, no próprio Japão, não é mesmo?!!

Japão

kimono - japão

Ps: só pra constar, no vídeo o nome certo do “kimono” é Yukata.

Yukata – kimono informal de algodão estampado, sem forro. Mulheres usam os de grandes estampas, geralmente de flores, com obi largo, e os homens usam os de pequenas estampas, com obi estreito.
O yukata é mais usado em matsuris (festivais), mas também pode ser usado diariamente em casa.
Ryokans (hotéis ou pousadas tradicionais) e onsens (resorts com termas) costumam disponibilizar yukatas para todos os hóspedes.

Fonte: www.culturajaponesa.com.br/kimono

Fotos: DQZ  e Vídeo You Tube: Oh My Gloss!

L’atelier de Joël Robuchon – Tokyo

L'atelie de Joel Robuchon - Tokyo

Nem só de peixe cru vive o Japão, o restaurante L’atelier de Joël Robuchon em Tokyo, oferece o melhor da culinária francesa moderna, em um ambiente agradável, descolado e principalmente informal, nada de frescura ~ afinal, estávamos vestidas com roupas de passeio de um dia inteiro de andanças, nem um pouco formais ou arrumadinhas ~ e, isso não fez diferença.

O atendimento é super amigo, todos se esforçam para nos entenderem, na equipe tem sempre alguém que fala um inglês melhor (better english). Do balcão, e, inclusive das mesas, pode-se ver os chefs preparando os pratos. Que inclusive, estavam todos deliciosos…um pouco do sabor do ocidente em pleno oriente (pra pessoas como eu) é fundamental.

Luciana Micheletti - Tokyo SAM_1669 SAM_1699 SAM_1686

joelwhite

LE SAUMON FUMÉ en “frivolité” relevé de citron vert
Smoked salmon “frivolite” served with lime scented cream

2

LA CHÂTAIGNE en fin velouté au fumet de céleri et lard fumé

Chestnut cream soup with smoked bacon and celery

3

LES NOISETTES D’AGNEAU avec une compotée d’aubergine au cumin et citron confit Roasted lamb served with a cumin flavored eggplant compote and preserved lemon

4

LES RAVIOLES de foie gras dans un bouillon de poule avec une fleurette pimentée Duck liver ravioli in a warm chicken broth, with herbs and spicy cream

5

LA CANETTE rôtie aux pommes caramélisées au jus
Roasted duck with caramelized apple

6

LE FOIE GRAS DE CANARD à la plancha en risotto au parmesan
Pan-fried duck liver and parmesan cheese risotto

7

LA COMPOTE DE POMME et une mousse de sirop d’érable dans une coque de chocolat Apple compote and maple syrup mousse served in a chocolate shell

LE MARRON légèreté au marron agrémenté d’une gelée aux fruits de la passion et d’une glace au thé vert

10

Nós 4!!!

SAM_1703

Fotos: DQZ

tokyo – Diário de Viagem

 

SAM_1647

Como é fácil se apaixonar pelo Japão, sua rica cultura repleta de detalhes, suas crenças milenares, me tornaram fã incondicional dos orientais. A cada post que eu escrevo e relembro a viagem, minha vontade de retornar só aumenta, fico imaginando quando isso vai acontecer, mas enquanto isso são apenas planos futuros, vamos as boas lembranças.

Destaco 3 passeios por Tokyo que sem dúvida, qualquer visitante DEVERIA fazer.

O Primeiro é conhecer o templo budista de Senso-ji, certamente um dos mais lindos de Tokyo, isso sem contar com as cercanias do lugar, cheias de lojinhas que vendem todo tipo de bugigangas que amamos.

* Foi durante o Período Nara, marcado por um governo centralizador e burocrático, que o budismo prosperou no Japão.

O segundo é OLHAR o Palácio Imperial, sim, apenas olhar pelo lado de fora.

* Este abre apenas 2 vezes por ano ~ no aniversário do Imperador, dia 23 de Dezembro e no Ano Novo, dia 02 de Janeiro ~ mas garanto que ainda assim o visual do que se pode ver é válido.

O terceiro passeio é dedicado a um templo xintoísta, o Santuário de Meiji. PERFEITA integração com a natureza, o lugar é pura paz.

* O Imperador Meiji foi aquele que retornou depois de um longo período sendo governado pelos Shoguns, o poder centralizado na figura do imperador. Este retorno de poder, foi marcado uma reestruturação profunda, como a abolição da classe dos samurais. Meiji governou por 45 anos. templo de senso-ji em Tokyo

japão - Tokyo - templo Asakusa

templo senso-ji tokyo

Senso-ji templo - tokyo

Untitled

senso-ji tokyo - lumich

Untitled

O-KORO - TEMPLO DE SENSO-JI

senso-ji templo - tokyo

tpkyo

palacio imperial

Palacio Imperial - Tokyo

Palacio Imperial - Tokyo

 

Palácio Imperial de Tokyo - Japão - DQZ

Palácio Imperial - Tokyo - DQZ

Palácio Imperial - Tokyo - DQZ  - Pinheiro Negro

Palácio Imperial de Tokyo

santuário Meiji - Tokyo santuário de meiji - tokyo

Untitled

santuário de meiji

santuário de meiji

santuário de meiji

santuário de meiji - DQZ

Untitled

santuário de Meiji - DQZ

santuário de Meiji - DQZ

Fotos: DQZ