Não, eu ainda NÃO acabei as minhas postagens sobre o Japão. Não tenho culpa da minha viagem ter sido incrível (modesta, eu?!) e por conta deste detalhe, ainda ter muito o que contar pra vocês, por isso, hoje é dia de DQZTrip.

Chegamos em Kyoto, por aqui o que não falta são templos, tanto que o pessoal costuma dizer que estamos na “cidade dos mil templos”, imagina, na verdade são quase 3.000 mil templos, vejam só vocês. Ou seja, o primeiro passeio do dia, não poderia ter sido em outro lugar, não é mesmo?!

Templo de Kinkakuji ou Pavilhão de Ouro, é uma verdadeira obra de arte que reflete toda a sua majestosidade, às margens de um lago e de um maravilhoso jardim oriental, onde juntos formam um dos mais famosos patrimônios mundiais pela UNESCO.

Esse templo foi reconstruído em 1955, após um fanático monge ter incendiado essa maravilha arquitetônica, mas logo após o incidente, o templo recebeu novas camadas de folhas de ouro. Podemos observar os 3 andares do tempo e suas diferentes construções, o andar térreo é marcante pela falta de ouro, ele possui estruturas de madeira e gesso branco. Já o primeiro andar em estilo bukke (construção ao estilo samurai) e o segundo andar (estilo salão chinês), são repletos de ouro.

Certamente, quem vier para Kyoto, deve passar por este templo, além de ser um dos mais conhecidos ~ o que faz dele, um dos mais visitados por turistas, mas principalmente ele está cheio de crianças japonesas, quase sempre todas muito alegres ~ o visual do templo refletido na água é único.

Untitled-620x76

Untitled

SAM_1816

Untitled

SAM_1820

SAM_1822

SAM_1821

SAM_1828

Untitled

SAM_1826

Como chegar: é possível ir de metrô, ônibus ou táxi.

Horário de funcionamento: o templo abre diariamente das 9h às 17horas.

Fotos: DQZTrip

 

Posts relacionados

  • L’atelier de Joël Robuchon – Tokyo
    Nem só de peixe cru vive o Japão, o restaurante L’atelier de Joël Robuchon em Tokyo, oferece o melhor da culinária francesa moderna, em um ambiente agradável, descolado e principalmente informal, nada de frescura ~ afinal, estávamos vestidas com roupas... Continue lendo
  • O japão e a cerimônia do chá
    Conhece aquela famosa frase clichê de qualquer viajante?! algo como, “Não dá pra ir a Paris, sem comer um crepe” ou “Impossível, ir a Roma e não ver o coliseu”, pois é, eu vou introduzir mais uma – “Ir para o... Continue lendo
  • Quando eu visitei Hiroshima…
    Quem acompanha o blog, sabe que ano passado visitei o Japão, juro, pouco sabia o que eu iria encontrar por lá, fui sem nenhuma expectativa, até porque as minhas informações eram básicas: enquanto aqui é dia, lá é noite,... Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *