Em casa de ferreiro, espeto é de pau

Dia desses em Nova Iorque, fui jantar com um casal de amigos, ela brasileira, ele americano. Conversa vai, conversa vem, soltei um dos vários ditados populares que eu sou mestra em falar “Em casa de ferreiro, espeto é de pau”, Raul na hora perguntou (I know… o nome dele não se parece americano, mas o cara é gringo legítimo), “O que você falou?!”. Dei risada, eu e a Didi nos olhamos (sua mulher) e tentamos explicar o significado daquilo. Não sei se conseguimos (acho que não), ele entende e fala português (com sotaque) muito bem, mas não sabe obviamente, todas as particularidades da nossa língua portuguesa, como os –  ditados populares – por exemplo.

Por isso, resolvi ser mais didática e dedico este post inteirinho à ele. Olha Raul, o paranauê (1) é o seguinte. Eu anos atrás, me formei em Consultoria de Imagem (aí na sua terra) em Nova Iorque, fiz a famosa e prestigiada FIT/ Fashion Institute os Technology, conhecida pela qualidade de seus cursos. Muito bem, durante todo o processo para me tornar uma profissional, uma das aulas era bem específica, falava sobre “Smart Wardrobe” ou “Capsule Wardrobe”, como a própria palavra de origem inglesa já mostra, se trata de um “guarda-roupas/capsula esperto(a) ou inteligente”.

Na Consultoria de Imagem parte da grade curricular de matérias, justamente é esse “wardrobe“, ou seja, cria-se vários looks com apenas algumas peças de roupas, o objeto é coordená-las entre si, criando uma variedade de opções de looks (com poucas peças de roupas)Mas, pra que falar disso com o Raul, se ele é arquiteto?! justamente, pra ensinar que eu como consultora deveria no meu lado privado, NÃO exagerar no tamanho da mala toda vez que eu viajo. E olha que, pra quem acompanha meu blog sabe muito bem que isso acontece com uma certa frequência. Então, porque raios eu ainda não consigo ser prática?! porque, eu SEMPRE viajo com excesso de roupas?! porque, eu sempre me arrependo em levar roupas que serão pouco usadas ou simplesmente nada?! porque, eu sei que vou passar um baita perrengue (2) na hora de fazer meu check in (por conta do peso) no aeroporto?!

Toda essa ladainha (3) é pra dizer que, criar várias combinações de roupas pra os outros (clientes) é fácil, mas para mim, não. Não adianta, eu não consigo ser “inteligente” na hora de fazer minha mala de viagem, o excesso de roupas durante ela, sempre me deixa muito irritada. O pior é quando eu acabo comprando roupa durante, afinal “pergunta se macaco quer banana?!”(4). Sempre, né?! aí o tamanho da mala só aumenta e a inutilidade de algumas roupas também.

Colocar em prática (no privado) tudo o que eu aprendi é complicado, sempre fico com a sensação de precisar de mais roupa na mala, confesso ultimamente eu até dei uma pequena melhorada (juro). Depois que eu faço a minha mala, costumo voltar umas 15 vezes pra rever minhas escolhas, nisso eu me esforço pra tirar algumas peças de roupa ou sapatos. Nessa última viagem usei uma boa tática, eu mandava fotos das peças de roupas para as minhas amigas, elas em coro repetiam a mesma frase “Tem muita coisa aí, você não vai usar tudo isso”. Pingo, eu tirava mais um pouco. Fazer essa, “consultoria amiga online”, me livrou de alguns quilinhos a mais.

Estão vendo, a importância de uma Consultora de Imagem?! até EU, preciso de uma consultoria às vezes.

Agora, pra não perder a oportunidade didática, vamos à pratica: criar um mala “inteligente” de viagem, se parece com uma receita de bolo. O detalhe mais importante é não colocar muito fermento, caso contrário o bolo cresce demais.

Isso é pura matemática: muito fermento = bolo (mala) grande = arrasa com toda a praticidade da viagem.

Mala de Viagem 

Selecione um número X de peças de roupas. Para isso, leve em consideração o lugar, o clima, os dias que você estará viajando, além do limite de peso que pode embarcar com você. Se a viagem for durante o inverno (pra mim) eu acho mais fácil, um casaco de cor neutra acaba encaixando com todo o resto. Já durante o verão, a gente quer variar um pouco mais, mas a regra é clara, poucas peças e várias combinações.

Na foto acima, podemos ver esse exemplo. O quadro mostra muito claramente que no caso do blaser amarelo, ele foi usado em 4 combinações diferentes, ou seja a variação é enorme. O mesmo acontece com blusa vermelha, a calça e a saia. Simples assim. A seguir mais sugestões de escolhas e combinações de looks.

Bom, para encerrar este post eu digo ao Raul que, no meu caso “não adianta chorar o leite derramado”, se não foi dessa vez que eu consegui montar uma mala inteligente, não tem problema, afinal “águas passadas não movem moinho”. E, é sempre bom lembrar “a esperança é a última que morre”. Quem sabe na minha próxima viagem, eu não precise abrir as malas dentro do aeroporto, na frente de todos os passageiros, só pra dividir os quilinhos das minhas roupas entre elas…Hum, me veio na cabeça outro ditado popular “Pau que nasce torto nunca se endireita”, será Raul!!!!

 

************************************************************************************************************

(1) Paranauê é relativo a capoeira
Adjetivo para pessoa que domina bem a arte da capoeira
Adjetivo também usado em coisas que não tem a ver com capoeira

“E dos paranauê você manja?”

(2) Perrengue refere-se a uma situação de dificuldade, aperto, sufoco.

“Passei o maior perrengue nessa viagem!”

(3)  Ladainha é uma série de breves invocações, algumas com nítido carácter místico e poético, dirigidas a Deus, à Virgem e aos santos, usadas no culto católico
Figurado enumeração enfadonha; lengalenga

“Ouviu dos pais a mesma ladainha”

(4) É inútil perguntar se macaco quer banana, porque obviamente macaco sempre quer banana

Valorizando a silhueta

Quando eu faço o estudo de Consultoria de Imagem, uma das primeiras análises é sobre o biotipo da cliente. Por que?! porque é fundamental saber ao certo, as particularidades do corpo. Vou me usar como exemplo: sou uma baixinha de pernas longas e tronco curto.

Sempre vou ter a tarefa de esconder minhas imperfeições, que estão situadas sempre em volta da barriga, tenho pouca cintura (quando engordo um pouco, ela some de vez), por outro lado, posso abusar das minhas pernas, que são finas (tipo siriema), o que facilita o uso de todo o tipo de roupa mais curta, do que comprida.

Sendo assim, prefiro optar por proporções que valorizem este meu biotipo. Minha escolha pelo short evidência isto, além de vestir uma blusa de corte reto, que não marca a minha cintura. O resultado fica harmonioso. Depois é só enfeitar, com colar.

LuMich DIP_2854 DIP_2835 DIP_2818 DIP_2858

Fotos: DQZ

O frio me inspira

Hoje pela manhã, acordo e logo de cara leio a mais um post polêmico dela – uma amiga querida – porém causadora nas redes sociais. Seu post se referia ao FRIO. Ela que odeia ele, estava arretada com essa mudança de temperatura, blasfemando o coitado e todos os seus descendentes diretos e indiretos. Fazia apologia ao descamisados, aos animais de rua e, ao absurdo de ter que sair da cama cedo pra levar uma criança à escola, com esta estação descarada.

Enfim, o post rendeu, polemizou do jeitinho que ela gosta. Por isso, esta é a minha singela homenagem à ela e ao frio, que nos deixa mais elegantes, mais sofisticada e porque não dizer, mais fofinhas, dado ao acréscimo de calorias extras neste período, por motivos de “Vamos nos esquentar, não é mesmo?!”.

Não existe uma máquina do tempo que faça pular esta ou as aquela estação, afinal tanto o frio, quanto o calor são importantes na natureza. Aprendi com outra amiga – uma passarinheira – que alertou “O Falção Peregrino esse ano, não peregrinou por conta do calor”.

Por isso, polêmicas à parte, se inspire neste Look do Dia, e se você gostou muito dele, clica nos créditos das roupas, eles te levam às compras, com opções mais em conta!!

**Ah, antes que os mais radicais me acusem de sem alma, sem piedade, com quem passa frio nas ruas, AQUI vai uma sugestão e um ponto de doação para a campanha do AGASALHO 2016, a internet tem um monte de outros endereços perto da sua casa, com certeza não faltará lugares para ajudar o próximo a amenizar o frio.

Campanha_Agasalho-640x3571

LuMich

DIP_2933

DIP_2935

DIP_2954

DIP_2946

Calça: Joe’s

Blusa: Vince

Coturno: Dr.Martens

Lenço: Louis Vuitton

Óculos: Dior

Bolsa: Chanel

Cabelo e make by DETRICH.