Se tem um produto genuíno, que o “gringo” procura quando chega no Brasil, esse produto, são as Havaianas. Pra mim, não existe presente mais autêntico, quando eu viajo e preciso levar algo, são elas que eu trago na mala para presentear — é sucesso garantido.

Eu nunca fico sem uma, aliás tenho uma pequena coleção de cores e estilos. Em 2009, a marca inaugurou o Espaço Havaianas em São Paulo e sempre que eu estou andando pelos Jardins, essa loja se tornou visita obrigatória.

A loja que foi projetada pelo arquiteto Isay  Weinfeld, mais se parece com um grande galpão descolado e ensolarado. Lá você pode encontrar a linha completa de sandálias, os produtos exclusivos para o mercado internacional e customizar a sua Havaiana, todos juntos no mesmo espaço.

E foi numa dessas visitas à loja, que por curiosidade, eu resolvi procurar saber sobre a história da marca. Pelo próprio site, descobri algumas curiosidades interessantes sobre as legítimas, que eu repasso aqui na íntegra.

Espaço Havaianas

1962

A primeira Havaianas surgiu em 1962. Foi inspirada em uma típica sandália japonesa chamada Zori, feita com tiras em tecido e solado de palha de arroz. Por essa razão, o solado de borracha de Havaianas possui uma textura que reproduz grãos de arroz, um dos muitos detalhes que a torna inconfundível.

1970

Imaginem, já nessa época tentavam imitar as Havaianas…
O famoso slogan “Havaianas. As legítimas” foi então lançado.
E basta ouvir a frase “Não deformam, não soltam as tiras e não tem cheiro.” para se lembrar dos comerciais protagonizados pelo comediante Chico Anysio durante as décadas de 70 e 80.

1980


Nesta época, já eram vendidos mais de 80 milhões de pares de Havaianas por ano. As Havaianas eram tão fundamentais na vida do brasileiro que, na década de 80, foram consideradas como um dos itens da cesta básica, assim como feijão e arroz.

2000

As Havaianas se tornam mania internacional. Havaí, Austrália, França e não para por aí. Estrangeiros compram no Brasil e levam para seus países. Viram assunto nas páginas das grandes revistas e jornais do mundo, e conquistam algumas das vitrines mais concorridas do planeta. Hoje, podem ser encontradas em mais de 60 países.

2006

As Havaianas Slim vieram para agradar ainda mais as mulheres. Com tiras mais finas e delicadas, caíram no gosto do nosso público mais exigente e já são um ícone da marca (as minhas preferidas!!).

Fotos: DQZ

Posts relacionados

  • Chapéu — to wear or not to wear?!
    That is the question?!! Por que, aqui no país abençoado por Deus e bonito por natureza usamos tão pouco chapéus?! e não vale contar a praia, porque isso é óbvio. O fato é que sempre que qualquer pessoa (não... Continue lendo
  • Dica dominical – Scrimn
    Dei uma outra passadinha na Galeria Ouro Fino (a primeira eu já contei aqui), dessa vez eu encontrei estas clutchs lindíssimas na loja do Tom, a Scrimn. Inspiradas nas desejáveis clutchs by Alexander McQueen, as da Scrimn tem uma... Continue lendo
  • Making Of Canal
    Eu adoro ver fotos de Making Of, nelas você consegue sentir o verdadeiro clima do que está por vir. Nesta coleção de Inverno da marca Canal, parece que as novidades são as melhores. Dá só uma olhadinha nas fotos... Continue lendo
Comentário
  1. rebecafigueiredo | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *