That is the question?!! Por que, aqui no país abençoado por Deus e bonito por natureza usamos tão pouco chapéus?! e não vale contar a praia, porque isso é óbvio.

O fato é que sempre que qualquer pessoa (não famosa) usa um chapéu no meio da rua, todo mundo olha como se fosse uma melancia na cabeça — eu adoro usar chapéu, mas confesso que me sinto muito mais à vontade usando fora do país do que aqui — e, é tão engraçado, porque nosso país é quente e tropical, super propício ao uso deste acessório que cria um look incrível, e mesmo assim é tão pouco aceito.

Aliás, o chapéu não deve ser usado só no verão, nada como se proteger do frio, esquentando as orelhinhas com um chapéu bem quentinho, do tipo Fedora — feito exclusivamente de feltro.

A tarefa de escolher um chapéu adequado parece fácil, mas não é — é muito importante encontrar o tamanho apropriado de chapéu que combine com o seu tipo de rosto, criando assim uma harmonia entre eles.

Existem vários modelos de chapéus: Panamá, que é feito na verdade no Equador. Cowboy, levemente amassado na copa. Floppy, de abas mais largas e tecido maléavel — Cada um para cada tipo de estilo.

Portanto, além de proteger dos raios UVA e UVB é sinal de estilo e elegância. Com isso o DQZ lança a moda para o verão 2012 #vamosusarchapéu.

Nossa amiga Libni Cruz (lindona) não dá bola para os outros e não deixa seu Panamá no armário

Fedora

Panamá

Floppy

Panamá

Floppy

Panamá

Floppy

Panamá

Fedora

LuMich, Cora e Ana de chapéu by Disney (uma ótima opção)!!

Fotos: Reprodução e DQZ

Categorias: Comportamento
Publicado por Lu Mich

Posts relacionados

  • A escolha de Sofia – Studio TMLS
    Nunca foi tão difícil escolher um sapato…acho que fui a última, de apenas 4 blogueiras a me decidir. Mas, não é pra menos, o Studio TMLS me convidou, junto com a Fran do Shoe Lover, a Paloma do Tips... Continue lendo
  • Sou gatinha
    Eles estão de volta e com tudo: os óculos gatinho, ou cat eye, estão espalhados por aàe já viraram hit! Várias marcas, como Prada e Tom Ford, criaram coleções de gatinhos. E eu, que não sou boba nem nada,... Continue lendo
  • The “It” Girl
    A atriz Clara Bow foi a primeira it girl da história — este termo foi criado pela romancista e roteirista Elinor Glyn que descrevia algo a mais em uma mulher, além é claro de muito carisma, elegância, inteligência, finesse,... Continue lendo
Comentários
  1. Regina Carvalho | Responder
  2. Marisa Carvalho | Responder
  3. Libni | Responder
  4. Regina Carvalho | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *