o-retorno-de-jedi-16

Lá vou eu falar ou melhor escrever sobre a minha mais nova decisão em perder peso (novamente). Aliás, essa é uma questão recorrente na minha vida é só dar uma olhada AQUI.

Retomando – só pra constar serão 5 kgs – estes 5 malditos kilos, andam fazendo um grande estrago na minha miúda silhueta.

Mais uma vez, cheguei naquele ponto que se diz muito por aí “Ou vai ou racha”.

Nesse momento de profundo desespero, tento buscar forças do além, e imediatamente me vem na cabeça, ela, Christina Aguilera. Fico imaginando a sua recente fase gorda e me pergunto “Onde diabos, ela tirou forças pra sair do manequim 10 e conseguir voltar para o manequim 0?!”.

collage

Aliás, a escala americana é bem simples e você pode se achar facilmente nela, é só ser sincera o suficiente pra responder em qual número de manequim está?!

0 – Você é magra, pode comprar qualquer roupa.

02 – Você ainda está magra, mas não deve mais mostrar a barriga em crop tops.

04 – Você está no limite, tome cuidado com roupas mais justas.

06- Você passou um pouco dos limites, haverá algumas restrições no seu armário.

08- Você engordou, isso é um fato, vai ter que começar a usar legging.

10- Você está gorda, fudeu nada mais vai ficar bom, daqui pra frente só rezando.

Voltando para Mrs. Aguilera, durante seu processo de “engorda” ela disse a seguinte frase “Sou gorda, superem”, adorei, mas confesso que nao teria essa mesma coragem, por isso resolvi partir pro contra-ataque.

Depois de abandonar a academia, a musculação e qualquer tipo de exercício aeróbio por alguns meses, o primeiro passo foi o óbvio ululante. Eu voltei para a academia –  e não adiantou chiar, blasfemar, fazer macumba, se revoltar – nada disso adiantou, porque infelizmente eu cheguei a triste conclusão em minha vida, vou precisar malhar até morrer se quiser emagrecer.

Outro ponto, ainda mais sofrido do que ter que voltar a malhar, é voltar a fazer a maldita dieta. Os primeiros dias são os mais torturantes, seu estômago ainda acostumado com aquela generosa quantidade de carboidratos se rebela contra você e passa a mandar sinais, tais como uma dorzinha persistente de cabeça, isso sem contar nas visões de chocolates em cascatas, bolos saltitantes, etc.

Psicodelico

Nessa hora em que as alucinações com as comidas aparecem, meu truque é muito simples – Corra Lola, corra – fuja deles, literalmente, caso contrário eles vão te pegar. Se afogue em vários copos de água, tome um banho bem demorado ou saia de casa pra arejar na rua (mas, sem passar pela frente de qualquer padaria, ok?!)

collage

Não caia na tentação, aliás me disseram que para perder estes kilos eu vou ter que perder os finais de semana, também. Nada de ser regrada durante a semana e “jacar” feio no final de semana. Não pode.

É, a vida é dura.

Primeiro, eu não posso mais comer tudo o que eu gosto, vou ter que passar direto pelo final de semana e vou malhar até morrer. Tudo isso pra perder esses kilos que eu espero nunca mais encontrar. Ou seja, LuMich em o retorno de Jedi – one more time!!

* Ah, vou colar essa foto do antes e depois da Christina Aguilera como fonte de inspiração, na porta da minha geladeira. 🙂

Fotos: Reprodução

Posts relacionados

  • Ódio e amor pela minha ginástica
    Eu nunca fui uma apaixonada pelos esportes. Fato. Eu bem que tentei entrar pro time de vôlei da escola, mas o que eu consegui foi apenas ficar no banco de reservas, confesso eu era muito ruim, não tinha força... Continue lendo
  • São tantas emoções…
    O título deste post, assim como a música de Roberto, fala sobre emoções — aàvocê logo imagina o nascimento de um filho, o reencontro de pessoas desaparecidas, um pedido de casamento super romântico, coisas muito marcantes e arrebatadoras, não... Continue lendo
Comentários
  1. Vanessa Ghidella Araujo | Responder
    • Luciana Micheletti | Responder
  2. Vanessa Ghidella Araujo | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *