cover

Foi olhando uma foto no meu instagram (@lumich) que eu reconheci uma das tendências mais icônicas dos anos 80, tentando voltar à tona e submergir do hiato de anos esquecida em algum lugar do passado.

Tudo, simplesmente tudo, que foi moda ou pertenceu há aquele tempo tem o seu pé ou porque não dizer os dois, no exagero, e na sua (quase) totalidade das opiniões de quem foi testemunha viva da década em questão, da cafonice.

E não à toa, esse texto deve sua escrita, a relevância histórica da mais pitoresca novela de Dias Gomes, sua importância como referência do que foi a sensação fashion personificada na figura da Viúva Porcina, personagem da atriz Regina Duarte.

teste

De um dia para o outro todas nós viramos a afetada personagem – sem distinção de idade, desde bebes até senhoras – todas usavam o acessório nas mais variadas cores e tamanhos, sempre lembrando que quanto maior e mais exagerado, melhor.

Vivemos dias de Porcina até a novela acabar e outra começar, ditando assim, novas regras para as massas ávidas por novidades.

Hoje em dia, algumas fashionistas arriscaram versões menos escandalosas do acessório que outrora foi chamativo, por uma versão mais clean, reavivada pelas mãos hábeis do “povo da moda”, criando assim, um apelo mais atual na conjuntura fashion da 2ª década do século XXI.

Acredito eu, que a nova versão mais enxuta pouco provavelmente se tornara um hit entre as massas, como foi a na época da novela, mas certamente algumas (poucas?!) Porcinas desfilaram pertinho de você.

Só resta saber se estarão contidas ou não?! Cafonas ou não?! fashionistas ou não?!

collage

Se você gostou e quer aprender a usar o lenço na cabeça, dá uma olhadinha na musa fashion, Carrie Bradshaw.

collage

collage

E aí, o que achou?!

Fotos: Reprodução

Categorias: Moda
Publicado por Lu Mich

Posts relacionados

  • A versatilidade de um lenço
    Já dizia Chanel, ” A moda passa o estilo fica”, com essa lição de moda devemos apostar no poder de um bom acessório. E o post de hoje é sobre a infinidade de tipos e jeitos de usar um... Continue lendo
Comentários
  1. Roberta Carvalho | Responder
    • Luciana Micheletti | Responder
  2. Roberta | Responder
    • Luciana Micheletti | Responder
  3. Barbara | Responder
    • Luciana Micheletti | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *