Como crítica de cinema, eu sou uma excelente blogueira. Por isso, minha opinião não passa de mera especulação e “palpitação”, sobre o figurino alheio. 🙂

Como grande fã que sou da mente perturbada do diretor Woody Allen (não perco um filme dele por nada), eu aproveitei o feriado para assistir seu mais novo filme “BLUE JASMINE”.

Blue Jasmine Dramaqueenzen 1

Que conta a história de uma socialite nova iorquina em franca decadência. De mulher chic e abastada da sociedade à uma mulher desequilibrada, dura (no sentido de grana), e, a mais nova “moradora de favor” na casa da irmã adotiva and pobre.

Não serei eu, a sem graça de contar o começo, meio e fim, mas garanto que ele vale cada minuto de filme rodado.

Por isso, vou me ater apenas ao figurino da atriz Cate Blanchett (criado pela figurinista Suzy Benzinger), que interpreta Jasmine. Vestida com todos os ícones possíveis do luxo e da ostentação suprema das melhores grifes do mundo, ela acaba sendo uma grande caricatura fashionista que o dinheiro pode comprar.

Pra entender melhor o meu raciocínio, em umas das cenas iniciais do filme, Jasmine desembarca em São Francisco trajada com:

– Uma bolsa Hermès (cor de caramelo)

– Uma Little (Black) “White” Jacket, da Chanel

– Colares de pérolas (um clássico) da Chanel

– Cinto Hermès (com o famoso H na fivela)

– E, uma coleção (obviamente) de malas Louis Vuitton

E tudo isso junto, ao mesmo tempo agora. Mas, os dois itens mais marcantes no filme, sem dúvida são: A jaqueta e a bolsa.

E, depois de ver essa bolsa Birkin da Hermès indo de um lado para o outro do filme, como se fosse um dos últimos sinais de uma vida que não existe mais, eu passo (sem desmerecer, é claro). Vai que dá azar, hein?!

Agora, a jaqueta da Chanel eu ainda não dispensei, fico com a versão preta.

Blue Jasmine Dramaqueenzen

Blue Jasmine Dramaqueenzen

blue jasmine dramaqueenzen

O filme se divide entre o passado glorioso e o presente insuportável da personagem. Com certeza, virar uma nova-pobre para Jasmine, que um dia viveu na mais alta roda de Nova Iorque (localizada entre as avenidas Madison e Park Avenue), sua queda é vertiginosa e livre.

Com todo esse DRAMA, você pode imaginar que o filme deve ser muito triste ou pesado, engano, o lado engraçado de Woody sempre se faz presente, até mesmo nas piores situações.

Blue Jasmine DramaQueenZen

Blue Jasmine DramaQueenZen

E por fim, Jasmine sentada em um banco de praça, em plena crise, ausente, ainda incapaz de aceitar seu destino, mas com ele do lado – O LUXO de vestir uma jaqueta Chanel…para SEMPRE!!

blue jasmine DramaQueeZen

Ficou curioso com o filme ou com o figurino?! os dois?! dá uma olhada no trailer oficial e veja se vale a pena assistir Blue Jasmine. Eu acho que sim…

Fotos: Reprodução

Posts relacionados

  • Almoço & Look bloggers
    Almoço com amigas blogueiras é assim, tem que ter o momento ” O Look do Dia”,  cada uma de nós tem o seu estilo e ao mesmo tempo somos fãs umas das outras. Eu, por exemplo fiquei enlouquecida pelo... Continue lendo
  • Como foi o Baile do Met 2014
      Hoje é o dia de criticar comentar todos aqueles vestidos lindíssimos que desfilaram mais precisamente pela entrada e escadarias do Metropolitan Museum de Nova Iorque, não é mesmo?! Sim, porque nós pobres mortais temos apenas o gostinho de... Continue lendo
  • Desfile no Teatro Municipal de São Paulo
    Lá fomos nós, Eu e a Van em plena manhã de sábado, para o TEATRO MUNICIPAL de São Paulo, assistir ao desfile de verão 2013 da estilista Cris Barros. Na porta do Municipal um aglomerado de saltos-altos nos pés... Continue lendo
Comentários
  1. Camila | Responder
    • Luciana Micheletti | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *