Quando eu e a Fê resolvemos criar este blog  — numa tarde de sábado almoçando no Mercearia e tomando um delicioso cocktail — discutimos o tipo de matérias que iríamos escrever, as funções de cada uma e nos divertimos muito pensando, falando e criando o nosso protótipo do que viria a ser o nosso blog. As ideias iam brotando, transbordando aos montes, mas o ponto de maoir aflição foi dar o nome ao blog, um nome obviamente criativo, forte e, principalmente, que se parecesse com as duas.

Passamos alguns dias em crise, vasculhando a internet em busca do nome perfeito, alguns absurdos foram vetados e outros foram motivos de muito riso. Mas, num dado momento, sugeri DramaQueen, palavra que eu adoro e que me descreve perfeitamente. Já a Fê não tem nada a ver com todo esse drama… ela é calma, centrada e eu posso dizer nunca ouvi uma vez sequer ela falar num tom mais alto que o meu. Conclusão: faltava o outro lado, o lado Zen, o lado que descrevia a Fê como ninguém, esse lado que sabiamente a minha parceira trouxe pra agregar.

Nossa parceria é tudo de bom, eu sou enérgica, cheia de atitude, mas muitas vezes me desespero por muito pouco. A Fernanda é centrada, eficiente, consegue trazer a calma e serenidade que qualquer dupla precisa, assim como: goiabada e queijo, Batman e Robin, Romeu e Julieta e tantas outras combinações.

E pra provar que os opostos se atraem, a seguir a definição do nosso nome :

Definição de pessoa DramaQueen:

Pessoa melodramática: alguém que gosta de fazer um drama de uma situação, agindo de forma emocional (gíria).

Definição de pessoa Zen:

Pessoa calma, tranquila, mística, contemplativa, que não se abala por nada. Adepto de filosofias orientais, com ênfase para a prática da meditação.

O DramaQueenZen é o melhor de nós duas e chegou pra ficar !!

Scarlett O’Hara, a personificação da DramaQueen


Katharine Hepburn, Zen de carteirinha

Look dramático

Look Zen

Batman e Robin

Fotos: Reprodução

Categorias: Comportamento
Publicado por Lu Mich

Posts relacionados

  • A verdade atrás do meu segredo em usar um Wrap Dress
    Imagine um vestido que seja tudo ao mesmo tempo agora. Esse vestido só poderia ser um legítimo Wrap dress, criado por Diane Von Furstenberg em meados dos anos 70, quando a moda seguia por um caminho mais alternativo e... Continue lendo
  • The Seventies
    O verão 2011 de Marc Jacobs inspirado nos anos 70. A moda é uma eterna nostalgia… Sempre voltando ao passado para fazer sua releitura do presente. A tendência mais forte para as próximas estações são as referências da década... Continue lendo
  • Topshop e suas tendências
    A loja Topshop acaba de lançar seu lookbook Autumn/Winter 2011 e promete muito para o inverno. A coleção está dividida em quatro tendências: New Mod, Prim & Polished, Glam Underground e Bavaria – a marca aposta no casaco com... Continue lendo
Comentários
  1. | Responder
    • lumich | Responder
  2. Cora Nina | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *